domingo, 17 de julho de 2011

Livros

Para mim o livro é um alento. Por isso escolhi esta postagem hoje. 
O dia 15 de julho se tornou um dia marcante para mim. Perdi a minha mãe. No momento, perdi tudo até a vontade de continuar este diário virtual. Continuo em pedaços. O que nos sustenta a mim e a minha família é a fé que temos em Deus.


Fonte minlillaveranda

5 comentários:

  1. Virginia,

    Entendo perfeitamente a dor que vocês estão sentindo, mas a vida não pode parar.
    Siga o exemplo de vida de sua mãe. Ela foi modelo de amor, e deixou isso plantado entre nós.
    Guilhermina, não iria parar qualquer atividade por causa de uma dor ou um sofrimento. Iria? Nunca.
    Ela só nos passou força, e tenho certeza que Deus vai consolar seu coração.
    Saudade sim, tristeza não.
    Gostei demais dessa imagem dos livros. É uma das suas paixões, mergulhe ainda mais neles.
    Tenha um abençoado Domingo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Virginia,

    Meus sentimentos pela sua perda. Perdi minha mãe há 10 anos e ainda choro de vez em quando. É preciso dar tempo ao tempo que amenizará a dor.

    Abraços,

    Elaine

    ResponderExcluir
  3. Meus sentimentos!
    Fique com Deus!


    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Virgínia, estive hoje no Santuário da Mãe Rainha de Schoenstatt e pedi por você e pela Lucinha que também ficou abalada pela perda. Virginia, eu a compreendo, pois também perdi a minha e éramos somente eu e ela. Comece fazendo o que sua mãe gostaria que vc fizesse. É como eu falei: a saudade vai amenizando. Bjbjbj!!!

    ResponderExcluir
  5. Minhas amigas, eu não sei como agradecer as palavras de vocês, só assim consigo continuar. Muito obrigada.

    ResponderExcluir

O Arte Livre Vimajê fica muito feliz com o seu comentário.
Quando a curiosidade mata um gato. Não me deixe morrer. Muito obrigada pela gentiliza. Abraços.

Related Posts with Thumbnails